sábado, 18 de julho de 2015

Foi Marés Vivas


Foi o primeiro ano em que fui apenas um dia ao festival Marés Vivas e posso dizer que vim de lá com o coração recheadinho. Às 17h já estava eu lá dentro a participar em inúmeros passatempos, a divertir-me à grande com a minha prima e a tirar fotografias para ganhar chapéus, óculos, t-shirts, pulseiras fluorescentes... Mas o meu passatempo preferido foi o da Meo, tínhamos que andar de óculos, máscara e capacete (parecia que íamos entrar numa zona cheia de radiações) e depois quase mergulhar em esferovite para encontrar as letras que formariam a palavra Meo, foi mesmo muito engraçado porque aquilo parecia um aquário visto que era em vidro e as pessoas que estavam no exterior só se riam das nossas figuras tristes. 
Em relação aos concertos só tenho uma palavra a dizer: Adorei! Em relação aos Blind Zero fiquei mesmo muito surpreendida (pela positiva) porque só conhecia a banda pelo nome... Eles estavam cheios de energia, o vocalista tem uma voz fantástica e têm realmente músicas muito boas! Depois estes deram a vez ao John Newman em que adorei cada segundo do concerto, acreditem! Já conhecia muitas músicas dele e todo aquele espectáculo a cantar e a dançar com ele só transmitiu boas vibrações. A seguir veio aquele que fez derreter o meu coração ao ponto de ficar toda melosa: o John Legend. Nunca vou esquecer a cara dele de felicidade a olhar para trinta mil pessoas que cantaram em uníssono algumas das suas músicas e também não vou esquecer o momento em que me veio as lágrimas aos olhos quando ele cantou a You and I (vídeo não é da minha autoria). Por fim, sendo eu também fã de Reggae, não podia sair de lá sem ouvir Richie Campbell! Como sempre ele muito animado, a interagir com o público e eu toda feliz ali no meio a dançar e a cantar como não houvesse amanhã. 
O ponto mais baixo da noite foi eu ter quase desmaiado em pleno concerto devido ao calor... Mas tirando isso foi um dia inesquecível e memorável. Que venham mais dias assim com boa música. 

3 comentários:

  1. Adoro concerto, já fui duas vezes ao Marés e adorava ir mais vezes. A verdade é que é um festival muito bom. Também já me senti mal num concerto, acontece né .. :b

    ResponderEliminar